!-- JavaScript Resumo do Post -->

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O jeito "Pin-Up" de escrever

Oie!
Agora, enquanto estou escrevendo o 25º capítulo de Vegas, estava percebendo uma coisa. Já falei a respeito disso, mas, quis comentar de novo. O título do post é autoexplicativo: O meu jeito de escrever. Vamos lá?


à A trilha sonora.

Calma que não vou fazer spoiler. Mas já dá para terem uma ideia. Estou ouvindo Underwater do Mika. Já ouvi Whole lotta love do Led Zeppelin há alguns capítulos, numa parte bem específica... Fato é que ouvir uma música que tem a ver com o que escrevo até ajuda, querendo ou não. Que isso, inclusive, sirva de dica para quem está se animando a começar no universo das fics. ;) Realmente me ajuda a concentrar quando escuto uma música tipo Try enquanto escrevo uma parte romântica, por exemplo.


à
As imagens

Ajudam muito também quando tenho que escrever. Outro dia mesmo fui olhar uma foto da casa em Los Angeles que serve de cenário em Vegas, para poder descrever melhor o banheiro. Faço o mesmo, principalmente, com as fotos de pessoas (Famosas ou não) e roupas.



à
O P.O.V.

Para quem ainda não sabe o que raios é esse tal de P.O.V., aí vai a revelação que vai mudar sua vida (De verdade): É uma sigla para "ponto de vista". Nas aulas de português, os professores costumam falar e muito de narrador e tal. Tanto que, em Vegas, você pode perceber que sempre ponho, logo depois da música inicial, o nome de quem está contando aquela determinada parte da história. Por mais que algumas pessoas falem que tem mais facilidade em escrever em terceira pessoa (O famoso narrador que não participa da história, o que não é o caso de Vegas), prefiro escrever desse jeito, principalmente porque quem vai ler a fic, se coloca no lugar do personagem. Ou não é mesmo?


à
O P.O.V. nas cenas de sexo


É. Não tem jeito. Vou ter de fazer spoiler. Quem está acompanhando Vegas, vai perceber que todas as cenas de sexo não são do ponto de vista do Bill. Como tive a pachorra de me colocar de personagem principal, isso facilitou e muito na hora de escrever, justamente porque sou eu quem está contando a história, dentro e fora da fanfiction (É... Confuso, reconheço :X). Imagino que, quem esteja acompanhando a história é menina e é até melhor por isso. Como já falei, dá para se colocar no lugar de quem está narrando aquele determinado ponto e, por consequência, imaginar que tudo aquilo está acontecendo com você. A impressão que eu tenho, quando leio uma história em terceira pessoa, é de que é... Frio demais, por mais rica em detalhes que seja. E sim. Foi um dos motivos que gostei em Cinquenta tons de cinza, apesar de tudo.


à
 Porta fechada

Tenho déficit de atenção. O que significa que dificilmente consigo me concentrar quando tem mais alguma outra coisa. E essa coisa pode ser, ou minha mãe entrando no meu quarto para falar algo ou o serzinho peludo e bigodudo que ama ficar arranhando meu armário e tentando abrir a porta, provavelmente para ver o que tem dentro. Sem falar que, tem vezes, em que ela cisma de pular em cima de uma das minhas escrivaninhas, direto sobre o multifuncional. Daí, tem que parar tudo que estou fazendo, pegar a Vivi e por ela para fora e fechar a porta. Por pior que possa parecer esse isolamento, ainda sim, é bom justamente porque aí sim consigo me concentrar. 


à
A internet, minha grande aliada

Seja para olhar alguma coisa na própria Wikipedia e Google, seja para montar os looks das fics e até para hospedar as imagens, lanço mão da internet na hora de escrever. Na loja da minha mãe, não tenho acesso. Então, o que eu faço é pegar os endereços dos gifs com as expressões, salvar como se fossem os links e, chegando em casa, já vou direto no photobucket e o tinyurl e pronto. Aliás... Dica: Se você usar o photobucket, para evitar que o "link" quebre, use serviços como o próprio tinyurl, bit.ly e o do Google. ;
)

Bom, é isso. Espero que tenham gostado ;)

Beijinhos e até a próxima :*


P.s.: Segunda-feira que vem tem att de Vegas!!!!